Orçamento Rápido

Orçamento Personalizado

Pode ser que precisaremos falar com você antes de formular a proposta, para esclarecer dúvidas.
Informe seu melhor email. Preencha corretamente, pois enviaremos por email a proposta completa.

Landing Page: Saiba sua Eficácia

Você sabe o que é Landing Page? Por que ela é eficaz? Também chamada de  página de conversão, página de aterrisagem.

O conceito, no entanto, é esse:

É uma página para converter o visitante em lead, quer dizer, em uma chance de venda. Usadas em campanhas de Marketing Digital, elas têm alta taxa de conversão. Porém, vamos entender o processo do início.

O marketing digital é o marketing feito na internet. Existem, portanto, diversas estratégias para se trabalhar. De maneira geral, visa, além de outros objetivos, aproximar empresa e público-alvo. Além disso, criar relacionamento, melhorar a visibilidade da sua marca, gerar leads, fazer as vendas.

Estratégias que usam a landing page de formas distintas

Landing Page: Saiba sua eficácia.

São duas:

  • Estratégias desenvolvidas para captação de contatos;
  • Estratégias desenvolvidas para incentivar o clique.

Porém, o objetivo é o mesmo: gerar leads.

Vamos falar agora de dois tipos de marketing digital. E nos dois tipos, a landing page é a principal ferramenta de conversão.

Marketing Direto ou Marketing de Atração

Em primeiro lugar, você investe no tráfego pago. Faz campanhas no Google Ads ou Face Ads.

Depois, o internauta vê o seu anúncio e clica para saber mais. Nesse momento ele é levado para uma landing page. Uma landing page criada para captação de contatos. Nela, encontra os dados sobre o produto ou serviço divulgado no anúncio e um formulário.

Quando ele preenche o formulário para saber mais, você recebe em seu e-mail os dados do lead. Agora, já é um lead para começar a trabalhar a venda de forma direta.

Mas, por que esse anúncio não pode levar para o site?

Até pode, sim, porém, não converte tanto quanto a landing page. Quando o usuário é levado para o site, encontra uma enorme quantia de conteúdo. Então, navega no site, dispersa, e sai sem preencher o formulário.

No entanto, quando é levado para a landing page, ele é induzido a fazer uma ação. Lê o texto, escrito com técnicas de copywriting para induzí-lo a preencher o formulário. Por fim, deixa seus dados.

Inbound Marketing e Inbound Direto

O início do processo é o mesmo:

Você investe no tráfego pago. Anuncia no Google Ads ou Face Ads. Em segundo lugar, o internauta chega até o seu anúncio e clica para saber mais. Nesse momento ele é levado para uma landing page. Porém, essa é criada para incentivar o clique.

Contudo, nessa página ele terá: O conteúdo no corpo da página, o formulário, além de um conteúdo grátis para baixar. Esse conteúdo grátis é chamado de isca digital ou infoproduto.

Você pode disponibilizá-lo em diversos formatos. Como por exemplo: e-book, videoaula, áudiobook, infográfico, mentoria, etc.

Mas, precisa ser rico e muito útil para a pessoa desejar baixá-lo. No entanto, ela só vai conseguir baixar se preencher o formulário.

No Inbound Marketing, os leads gerados são trabalhados na campanha de e-mail marketing. Dessa forma, você os alimenta por um período, e só depois oferece o produto/serviço.

No Inbound Direto, portanto, a forma de ofertar é diferente. Logo após a entrega do material grátis, você já entra em contato e oferece o produto/serviço.

Conclusão

Sabendo, portanto, de cada técnica, fica mais fácil definir e planejar a sua campanha de marketing digital. Como resposta, uma otimização das vendas durante todo o processo.

E sua empresa, já pratica alguma dessas estratégias?

Você já conhece o Gatilho Mental da Reciprocidade? Leia aqui nosso artigo completo.

Siga-nos no Instagram! Compartilhamos conteúdos incríveis lá: É só clicar aqui.